< Voltar

Projetos

Consultorias

"Coleção Folha Minha Primeira Biblioteca"


Coleção Folha Minha Primeira Biblioteca

10 de maio de 2016


Seleção de autores e 28 clássicos da literatura universal para crianças

10 de maio de 2016

Januária também adaptou três títulos da Coleção: HEIDI, SOFIA,  A DESASTRADA e A LENDA DO BELO PÈCOPIN  E DA BELA BAULDOUR

A relação da adaptadora com os textos originais

20 de maio de 2016

Para mim, clássicos são assim: livros que a gente carrega consigo vida afora e que nos ajudam a entender quem somos e o mundo em que vivemos.  Então, é certo que Heidi também encantará os pequenos leitores do séc. XXI  porque, tal como eu, eles reconhecerão em si  toda a beleza da infância.

A história de Heidi, que tive o prazer de adaptar para a Coleção Folha Minha Primeira Biblioteca  marcou a minha infância. Muitos quilômetros separavam a cidade em que eu morava – no agreste pernambucano, mas chamada de “a suíça pernambucana” – dos alpes suíços, mas assim que li os primeiros capítulos das aventuras dessa doce, meiga e ingênua menina, me senti tão perto dela como se fôssemos amigas eternas. Ri e chorei com os detalhes simples mas preciosos de seu cotidiano tão comum - e talvez por isso essa história encante crianças no mundo inteiro até hoje – e  sei que as imagens e o texto singelo de Joahna Spyri, que ficaram na minha memória, ajudaram a moldar a escritora que me tornei.

 


Curadoria da Coleção e autoria de três títulos

20 de maio de 2016


Ler com e para as crianças livros que, muitas vezes, podem ser considerados “antigos” ou “difíceis” pode ser uma experiência bastante enriquecedora para um público acostumado a uma literatura infantojuvenil que privilegia textos muito breves e com uma temática bastante circunscrita aos temas contemporâneos. “Acreditamos que o papel que uma coleção como essa é o de colocar a criança em contato com referências importantes da cultura ocidental, possibilitando que ela a compreenda seu próprio tempo”, afirmam as curadoras da Coleção, a especialista em Literatura infantojuvenil Sílvia Oberg e a jornalista e escritora Januária Cristina Alves. Para elas, além de instigar o interesse/curiosidade do leitor, as adaptações dos clássicos da Coleção fornecem elementos para que o leitor possa chegar, mais tarde, à leitura dos textos integrais e originais - mais complexos - com maiores condições de compreendê-los e usufruir do prazer da sua leitura.

 

07 de abril de 2016 - 17:08:03 por JANUÁRIA CRISTINA ALVES
Compartilhar